quinta-feira, 27 de junho de 2013

Receita gostosa para ficar gostosa: Peixe Empanado de Forno.

Ontem assisti ao finalzinho do programa Alternativa Saúde, da GNT, e vi uma receita que me apeteceu muito: peixe empanado sem farinha de rosca, ovo e nem fritura. Mas como seria isso? Ao invés de farinha de rosca, foram utilizadas farinha de linhaça dourada e farelo de quinua.
Resolvi passar no supermercado depois do pilates e ir atrás do tal farelo, já que a farinha de linhaça eu tinha em casa, mas tomei um susto quando encontrei: R$13,90 por 200g. Decidi que ia fazer com farelo de aveia e fosse o que Deus quisesse. Mas não é que prestou? Então hoje resolvi postar como a primeira receita para a tag de receitas saudáveis, pensando com carinho na minha amiga Laelia.

Então, vamos dividir por partes:
Primeiro, descongele quantas postas de filé de peixe você pretenda comer e tempere com limão, sal e pimenta do reino à gosto. O meu eu temperei com sal grosso.


Depois use 1 potinho de iogurte natural desnatado e um tiquinho de curry para substituir o ovo que daria a liga. Deixe separado.

Em outro recipiente, misture 3,5 colheres (sopa) de farelo de aveia com a mesma quantidade de farinha de linhaça dourada.




Pegue uma assadeira, cubra com papel alumínio e unte com azeite. Não precisa colocar muito, mas tem que ser suficiente pra crosta do peixe não ficar toda grudada quando assar.






Agora pegue aquele peixe já temperado (deixe marinando no tempero por uns 15min, pra ele pegar bem o gosto), passe dos dois lados na mistura de iogurte e depois cubra completamente com a farofa de aveia e linhaça. Aí é só colocar na forma já untada e levar ao forno pré-aquecido. A receita original diz para deixar por 15min no forno a 250º, mas eu deixei um pouco mais, cerca de 25min, pro iogurte evaporar mais e ficar mais crocante. Mas como os fornos podem variar, é bom ficar de olho pra não queimar tudo.

O meu ficou assim: 





Vocês podem ver a receita original aqui.

Obs.: Deixei marinar por menos tempo porque Teresina é quente e utilizei o mesmo tempo que uso para o frango, em temperatura ambiente. E cuidado para não exagerar no curry e no limão, porque pode ficar ardido e amargo demais. Por experiência própria.

Eu gostei muito da receita, tanto que jantei só o peixe ontem - mas acho que cai muito bem com arroz integral e batatas sauté.

Espero que gostem e se quiserem mais alguma receita, é só deixar o pedido nos comentários do blog que postarei mais.

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Pilates, musculação e Desafio 30 Dias Sem Jacar.

Além do pilates - que eu tenho duas vezes por semana - resolvi voltar à academia, pra complementar a semana. Sim, eu poderia fazer caminhadas, mas sou preguiçosa demais, sempre arranjo desculpas para deixar para o dia seguinte. Como o pilates é às segundas e quartas, malharei às terças, quintas, sextas e sábados. Tenho ido regradamente, mesmo estando bastante dolorida, e ainda tenho que fazer uma avaliação física. O legal é que poderei acompanhar meu progresso ao longo dos meses, não medirei apenas pelo peso, mas pela massa magra adquirida também.
E pra me estimular ainda mais, comprei malhas de ginástica, mochila pra quando eu tiver que ir direto para a aula do cursinho, tops, enfim. E como dói no bolso, fica mais fácil criar coragem ao lembrar do quanto investi financeiramente nisso.

Cansaço x satisfação

Também estou participando de um desafio no Instagram, o #30semjacar. As regras estão aqui. Iniciei na segunda e estou me saindo melhor que a encomenda. O único escorregão foi ontem, no aniversário do meu namorado, em que comi 3 salgadinhos assados de cebola e meia fatia de bolo Charge. Diminui a minha culpa se eu disser que o chocolate do bolo era meio amargo?

Tenho tirado receitas com baixa quantidade de carboidratos simples do Instagram também, pela hashtag #salgadomaromba. Como não consigo comer todo, divido a receita em duas e como metade por vez. Têm saciado minha fome e ficam bem gostosos, basta temperar com bastante vontade.


Feito com peito de frango + batata doce e recheado com 3 queijos lights

E também aprendi a fazer ratatouille. Sou bem chatinha pra comer verduras, legumes e afins, e esta foi uma ótima maneira de incluí-los na minha alimentação, porque fica uma delícia sem deixar de ser saudável.


♥ Mini chef Remy ♡ 
Ah, e outra notícia boa: aqui em Teresina está na época do evento Cidade Junina. Passei lá pra ver os quiosques, uma amiga me disse que passou na Bio Extratus e eu fiquei curiosa. Lá eles me fizeram uma análise capilar e, para minha feliz surpresa, meu couro cabeludo está bem, os fios sadios e as pontas normais. E eu ainda ganhei sachê de amostras de xampu e condicionador de camomila. Estou curiosa pra testar e com muita vontade de provar a linha de macadâmia, que eu esqueci qual é o nome.

Como uma das regras do desafio é escrever tudo o que eu comer, peguei um caderninho antigo e pouco usado e fiz dele um diário de dieta. É bem chatinho, mas já deixei de comer várias coisas só pela preguiça de ter que anotar depois. haha

E a cada segunda-feira farei uma nova pesagem. Vou tirar a poeira da página de pesagens também.

Volto assim que tiver mais novidades.

terça-feira, 11 de junho de 2013

Mais providências.

Além da depilação a laser, me mexi e comprei um pacote de 2 meses de pilates solo (2x por semana, 8x por mês), para voltar às atividades físicas. Ontem foi minha primeira aula e eu gostei bastante. Acordei dolorida hoje, mas creio que a culpada foi a gripe que resolveu me abraçar. Exercícios leves, consegui acompanhar todos os movimentos, apesar de bem cansativo. E até então eu não tinha ideia de como uma atividade física poderia me deixar tão relaxada em seguida! Pena que meu pacote é de apenas 2 meses, e após este período a mensalidade volta dos R$65 para os R$160.
Também estava insatisfeita com o meu cabelo. Depois da queda após a bariátrica, ele nunca mais foi tão saudável, e como eu o descolori em setembro e retoquei em janeiro, ele ressecou muito. Fiz uma selagem térmica e ele melhorou muito! Além do kit Óleo do Marrocos da Yenzah que eu também estou usando. Meu cabelo voltou a ser bonito e eu estou mais satisfeita com ele.

Passou disto:


A isto:


E como nem só do físico se alimenta uma alma, hoje comecei um acompanhamento psicológico. Baseado no autoconhecimento, eu comecei a perceber que minha situação está bem pior do que eu imaginava, e eu percebo muito mais as coisas negativas, os meus defeitos, as minhas tristezas e zangas, do que as positivas. Quando eu me pergunto quais são minhas qualidades, basicamente só me vêm interrogações à cabeça. Tenho uma semana pra escrever a respeito antes da próxima sessão.


Peso atual: 72kg.

terça-feira, 4 de junho de 2013

Hirsutismo.


Um dos motivos que mais pesaram para que eu voltasse a escrever é meu hirsutismo. Que bicho é esse?


"Define-se o hirsutismo (também chamado de frazonismo) como a presença de pelos terminais na mulher, em regiões anatômicas consideradas características do sexo masculino. (...) Esta condição resulta da ação de hormônios andrógenos circulantes na corrente sanguínea, levando a estimulação da unidade folículo-sebácea fazendo com que os pelos cresçam pigmentados, bem como aumento da produção de ácidos graxos saturados (sebo) e aumento do conteúdo de colágeno da pele, facilitando a proliferação de microorganismos cutâneos." Tem mais aqui.


Resumindo a missa: eu tenho pelos pelo corpo (desculpa, não consegui pensar numa forma melhor de escrever) como se fosse um homem. Sem exageros, ouso dizer que tenho mais barba que meu namorado (sim, estou namorando há quase 10 meses, mas este é outro assunto). Agora imaginem vocês o estupro no ego que é para uma mulher ter que se barbear todos os dias. Para quem acha que possa ser exagero, algumas imagens aqui, aqui e aqui

Sim, eu já fiz tratamento com laser há 8 ou 9 anos. Fiz cerca de 7 sessões e uma após seis meses para manutenção. Mas, além de doer demais, eu precisei suspender os hormônios por causa de uma gastrite com sangramento e os bonitinhos voltaram ao meu rosto. Chorei muito durante todos esses anos, me disseram que quando eu emagrecesse o problema diminuiria, mas olha eu aqui depois de quase dois anos e meio da bariátrica e com o mesmo problema!

Semana passada conversei com painho e ele me disse que eu procurasse a dermatologista, que ele pagaria o tratamento novamente. Marquei, retornei hoje e hoje mesmo já fizemos a primeira sessão. Foi diferente. Anos atrás, foi utilizado o 
Light Sheer, dessa vez foi o SR (desculpem, não encontrei muitas informações pra postar os links). Neste, ele tem uma pontinha que gela o local antes de cada disparo. Olha, dói muito, mas pelo menos não chorei durante a aplicação, como era de costume. Ainda vim pra casa com uma bexiga com água congelada passando no rosto, porque o desconforto continua por umas horas. Apliquei por volta das 18h e ainda incomoda se eu encostar na pele. Ontem, quando eu já pensava em voltar ao blog, pensei em fazer fotos do antes, mas não imaginei que já faria a primeira aplicação hoje. Meu caso se aproxima ao das imagens que coloquei nos links, mas fico devendo as próximas.

Em 30 a 45 dias devo voltar para a segunda aplicação, de um total de cinco. Depois disso, volto a cada seis meses para a manutenção. Como tenho ovários micropolicísticos, tenho que fazer controle com o anticoncepcional Selene e também tomo Finasterida, receitada pelo meu endócrino. Eu sinto que quando tomava Androcur era mais eficaz, mas sigamos o que ele passou.

Dando adeus a essa vida de Monga, a Mulher Macaco.

Tirando a poeira e meio tempo.

E não é que lembrei que esse blog existe?
Comecei a descuidar da alimentação, dos exercícios, e acabei abandonando. Por preguiça, por vergonha de dizer que estava fazendo tudo errado de novo e por não querer me comprometer. Eu diria que quis me iludir, durante todos esses meses em que sumi daqui.
Pois vamos aos ocorridos:

Atualmente estou pesando 72-73kg (nunca mais me pesei). Parei com a academia com a desculpa dos estágios e da monografia, e com essas mesmas desculpas eu comi demais e errado. Resultado: subi dos 61kg (jan/2012) para os atuais 70kg e uns trocados. Em janeiro me rematriculei na academia, mas forcei demais na avaliação física e no Corso de Teresina, tendo como resultado um estiramento muscular, além de descobrir um início de hérnia de disco. Pronto, era a desculpa que faltava pra eu passar mais uns meses sem levantar o traseiro da cama. 

Em abril eu me formei em Licenciatura em História, e decidi que só quero voltar às salas de aula como docente após um mestrado. Enquanto isso: malhar cérebro para concursos públicos nas áreas administrativa e de auditoria fiscal. Até passei em um, do Hospital Universitário do Piauí, mas minha colocação foi péssima e duvido que nos próximos 4 anos eles chamem todos os mais de 480 candidatos à minha frente. No momento, estou de olho no TCE-PI, Sefaz-MA/PI (ambos nível superior), Ministério da Fazenda e INSS para nível médio. 

Ah, e agora eu sou titia! Meu sobrinho nasceu no dia 30, virou o xodó da casa e me faz "malhar" trocando fraldas e o embalando pra conter o choro. São 3,3kg que cansam bastante os músculos, mas é algo muito satisfatório. 

Tenho muitos motivos para ter minhas orelhas puxadas, mas os maiores ainda são: não voltei mais ao gastro para fazer o acompanhamento anual nem ao endócrino para fazer o controle da tireoide. Não lembro se já mencionei no blog, mas em 2008 fiz tireoidectomia total para remover um tumor papilífero.

Contado todo o meu mau comportamento neste post, trago nos próximos as resoluções tomadas e iniciadas. Porque embarangar tudo de novo dá tristeza e, se a gente deixar, ela se agarra na gente com força e não solta mais.