Pular para o conteúdo principal

Tirando a poeira e meio tempo.

E não é que lembrei que esse blog existe?
Comecei a descuidar da alimentação, dos exercícios, e acabei abandonando. Por preguiça, por vergonha de dizer que estava fazendo tudo errado de novo e por não querer me comprometer. Eu diria que quis me iludir, durante todos esses meses em que sumi daqui.
Pois vamos aos ocorridos:

Atualmente estou pesando 72-73kg (nunca mais me pesei). Parei com a academia com a desculpa dos estágios e da monografia, e com essas mesmas desculpas eu comi demais e errado. Resultado: subi dos 61kg (jan/2012) para os atuais 70kg e uns trocados. Em janeiro me rematriculei na academia, mas forcei demais na avaliação física e no Corso de Teresina, tendo como resultado um estiramento muscular, além de descobrir um início de hérnia de disco. Pronto, era a desculpa que faltava pra eu passar mais uns meses sem levantar o traseiro da cama. 

Em abril eu me formei em Licenciatura em História, e decidi que só quero voltar às salas de aula como docente após um mestrado. Enquanto isso: malhar cérebro para concursos públicos nas áreas administrativa e de auditoria fiscal. Até passei em um, do Hospital Universitário do Piauí, mas minha colocação foi péssima e duvido que nos próximos 4 anos eles chamem todos os mais de 480 candidatos à minha frente. No momento, estou de olho no TCE-PI, Sefaz-MA/PI (ambos nível superior), Ministério da Fazenda e INSS para nível médio. 

Ah, e agora eu sou titia! Meu sobrinho nasceu no dia 30, virou o xodó da casa e me faz "malhar" trocando fraldas e o embalando pra conter o choro. São 3,3kg que cansam bastante os músculos, mas é algo muito satisfatório. 

Tenho muitos motivos para ter minhas orelhas puxadas, mas os maiores ainda são: não voltei mais ao gastro para fazer o acompanhamento anual nem ao endócrino para fazer o controle da tireoide. Não lembro se já mencionei no blog, mas em 2008 fiz tireoidectomia total para remover um tumor papilífero.

Contado todo o meu mau comportamento neste post, trago nos próximos as resoluções tomadas e iniciadas. Porque embarangar tudo de novo dá tristeza e, se a gente deixar, ela se agarra na gente com força e não solta mais.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Hirsutismo e acompanhamento.

De novembro pra cá tenho feito as sessões de laser em outra clínica (a ponteira da anterior quebrou e dois meses depois ainda não tinha voltado). O laser é o mesmo (Soprano), mas a aplicação é diferente: por varredura. E isso fez uma diferença incrível para suportar o incômodo. Hoje foi a minha quarta sessão nessa nova clínica, e me explicaram que as aplicações foram iniciadas com a varredura em uma área maior e intensidade 9, e foi intensificando aos poucos. Hoje foi feita na metade da área anterior e com intensidade de 12 joules. Foi bem mais incômodo, mas nada comparado a quando eu fazia com o Light Sheer, do qual eu saía literalmente com lágrimas nos olhos.
Com o Light a diferença veio mais rápido, é verdade, mas eu tenho preferido algo mais gradativo porém que eu consiga aguentar, pra não acabar desistindo. Apesar disso, a depilação já passou de 2 vezes ao dia para apenas 1, e os pelos estão bem mais falhos.
Mesmo sendo uma facada no ego, decidi fotografar meu rosto essa manhã com…

Hirsutismo.

Um dos motivos que mais pesaram para que eu voltasse a escrever é meu hirsutismo. Que bicho é esse?

"Define-se o hirsutismo (também chamado de frazonismo) como a presença de pelos terminais na mulher, em regiões anatômicas consideradas características do sexo masculino. (...) Esta condição resulta da ação de hormônios andrógenos circulantes na corrente sanguínea, levando a estimulação da unidade folículo-sebácea fazendo com que os pelos cresçam pigmentados, bem como aumento da produção de ácidos graxos saturados (sebo) e aumento do conteúdo de colágeno da pele, facilitando a proliferação de microorganismos cutâneos." Tem mais aqui.

Resumindo a missa: eu tenho pelos pelo corpo (desculpa, não consegui pensar numa forma melhor de escrever) como se fosse um homem. Sem exageros, ouso dizer que tenho mais barba que meu namorado (sim, estou namorando há quase 10 meses, mas este é outro assunto). Agora imaginem vocês o estupro no ego que é para uma mulher ter que se barbear todos os d…

Controle hormonal, laser e controle dos pelos

Oi, gente! Tudo bem?
Recebi algumas perguntas sobre os tratamentos que já fiz numa publicação de 2014 e decidi fazer um vídeo sobre as minhas experiências e impressões sobre cada tipo que já fiz.



Espero ter esclarecido algumas dúvidas.  Se vocês tiverem perguntas, comentem aqui embaixo ou lá no canal que em breve eu responderei. Sugiram, perguntem, critiquem - mas com carinho, tá?
Beijos!