Pular para o conteúdo principal

Canal no Youtube

Oi, gente! Tudo bem?

Eu sempre sumo do blog e volto, sempre prometendo ser mais assídua e nunca cumpro. Agora a meta é fazer sem precisar prometer.
Alguns assuntos ficam bastante extensos para abordar em textos, então resolvi criar um canal no Youtube para conversarmos melhor.
As postagens em texto deverão continuar para complementar com mais detalhes.
Chega de falar e vamos ao primeiro vídeo:



O próximo vídeo será com mais detalhes sobre os tratamentos que eu já fiz e minha percepção sobre cada um. Se vocês tiverem perguntas, comentem aqui embaixo ou lá no canal que em breve eu responderei. Sugiram, perguntem, critiquem - mas com carinho, tá?

Beijos!



Comentários

  1. Eu preciso parabenizar você pela iniciativa. Falar sobre as consequências da SOP é vergonhoso para todas as mulheres. Eu descobri que tinha o desequilíbrio hormonal em 2010. Fiz tratamento por 1 ano e meio no total. Iniciei com anticoncepcional e androcur. Mas tive que suspender o anticoncepcional devido as crises de enxaqueca e iniciei o espironolactona. Assim que minhas taxas voltaram ao normal iniciei o tratamentl a laser. Mas é um problema que não tem cura ainda (sim, sou otimista). Dos tratamentos alternativos que utilizo até hoje são chá de hortelã (não qualquer hortelã, mas aquela da folha miúda) 2x ao dia. Foi comprovado numa pesquisa na Turquia que o chá tem efeito nos níveis de testosterona. Outro chá que também tem efeito (segundo o site The Hormone Diva) é o chá verde. Indico esse site americano. A dona tem SOP e é nutricionista, então tem altas dicas lá. Além desses tratamentos naturais, a minha dieta foi radicalizada. Doces só aos finais de semana. Para a pele (acne) utilizo produtos naturais tb, como lavar o rosto com água e sal do himalaia às vezes. Em relação aos pelos faciais, tem um novo tratamento com um creme a base de eflornithine. Pelo que li, o creme é mais efetivo que as sessões de laser dentro de 6 meses. Mas eu não sei se os dermatologistas no Brasil já estão utilizando esse creme como opção de tratamento. Em relação aos médicos, eu sempre fiz acompanhamento só com a endócrino pois a todos os dermatos que fui , ele indicavam apenas tratamentos tópicos (nunca solicitaram exames). Mas May, não desanime. Esse problema de saúde que afeta tantas mulheres precisa ser colocado em evidência. Talvez assim mais pesquisas surgirão e mais opções de tratamentos tb. Alguém precisa dar voz a todas a mulheres que sofrem disso e vc pode ser essa pessoa. :)

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia o site, vou olhar!
    Também já vi várias indicações, inclusive de pacientes, do consumo da hortelã.
    Nunca tinha ouvido falar desse eflornithine, pesquisarei mais a respeito. Obrigada por vir aqui compartilhar as suas experiências também!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Atenção!

1. Seu comentário só será publicado mediante aprovação;
2. Mensagens de spam não serão aceitas;
3. Coloque o link do seu blog (caso tenha) no local adequado (use OpenID);
4. Mensagens ofensivas não serão aceitas;
5. Os comentários dos leitores não expressam a opinião da autora.

Obrigada pela visita!

Postagens mais visitadas deste blog

Hirsutismo e acompanhamento.

De novembro pra cá tenho feito as sessões de laser em outra clínica (a ponteira da anterior quebrou e dois meses depois ainda não tinha voltado). O laser é o mesmo (Soprano), mas a aplicação é diferente: por varredura. E isso fez uma diferença incrível para suportar o incômodo. Hoje foi a minha quarta sessão nessa nova clínica, e me explicaram que as aplicações foram iniciadas com a varredura em uma área maior e intensidade 9, e foi intensificando aos poucos. Hoje foi feita na metade da área anterior e com intensidade de 12 joules. Foi bem mais incômodo, mas nada comparado a quando eu fazia com o Light Sheer, do qual eu saía literalmente com lágrimas nos olhos.
Com o Light a diferença veio mais rápido, é verdade, mas eu tenho preferido algo mais gradativo porém que eu consiga aguentar, pra não acabar desistindo. Apesar disso, a depilação já passou de 2 vezes ao dia para apenas 1, e os pelos estão bem mais falhos.
Mesmo sendo uma facada no ego, decidi fotografar meu rosto essa manhã com…

Hirsutismo.

Um dos motivos que mais pesaram para que eu voltasse a escrever é meu hirsutismo. Que bicho é esse?

"Define-se o hirsutismo (também chamado de frazonismo) como a presença de pelos terminais na mulher, em regiões anatômicas consideradas características do sexo masculino. (...) Esta condição resulta da ação de hormônios andrógenos circulantes na corrente sanguínea, levando a estimulação da unidade folículo-sebácea fazendo com que os pelos cresçam pigmentados, bem como aumento da produção de ácidos graxos saturados (sebo) e aumento do conteúdo de colágeno da pele, facilitando a proliferação de microorganismos cutâneos." Tem mais aqui.

Resumindo a missa: eu tenho pelos pelo corpo (desculpa, não consegui pensar numa forma melhor de escrever) como se fosse um homem. Sem exageros, ouso dizer que tenho mais barba que meu namorado (sim, estou namorando há quase 10 meses, mas este é outro assunto). Agora imaginem vocês o estupro no ego que é para uma mulher ter que se barbear todos os d…

Controle hormonal, laser e controle dos pelos

Oi, gente! Tudo bem?
Recebi algumas perguntas sobre os tratamentos que já fiz numa publicação de 2014 e decidi fazer um vídeo sobre as minhas experiências e impressões sobre cada tipo que já fiz.



Espero ter esclarecido algumas dúvidas.  Se vocês tiverem perguntas, comentem aqui embaixo ou lá no canal que em breve eu responderei. Sugiram, perguntem, critiquem - mas com carinho, tá?
Beijos!