Pular para o conteúdo principal

Receita: paleta/sorvete caseiros de frutas.

Ultimamente tenho sofrido com dois fatores: a temperatura alta de Teresina e a ansiedade, que me faz querer descontar em doces, justo da semana em que tomei vergonha na cara de novo e voltei à reeducação alimentar. Como fazer pra burlar esses dois?

Resolvi trazer não uma, mas duas receitinhas fáceis para isso.

1- Imitação de paleta mexicana de frutas:

Precisa de:

Amora (comprei congelada);

Iogurte grego light;
Forminha de picolé;
Um congelador.

Joga os dois primeiros na terceira e depois joga tudo no quarto. Congela, come e é feliz.


2- Sorvete caseiro de frutas:

Essa demora um pouco mais, dá mais trabalho também, mas nada com o que se preocupar.

Precisa de:

2 bananas;
10 morangos;
10 amoras (comprei já congeladas);
¹/² xícara de leite desnatado;
1 colher de sopa de mel ou açúcar mascavo pra adoçar.

Pra começar, é necessário descascar a banana, cortar em rodelas e colocar num potinho pra congelar. Também serão usados congelados os morangos e as amoras. (por cerca de 2h)
Congelou? Bate tudo num processador ou liquidificador potente com o leite e o mel ou açúcar. Vai ficar bem cremoso, e precisa de paciência até ficar homogêneo. Aqui eu sugiro que prove pra ver se está doce ao seu gosto. Se não, sirva-se de mais mel ou açúcar, mas a intenção é um lanche mais saudável, né? Então, colega, não vá exagerar.
Depois, leva ao congelador de novo pra gelar mais um pouco, por cerca de 1h. Coma e seja feliz.



Como fazia tempo que não postava nenhuma receita, trouxe uma de bônus hoje. Sou muito esquecida, acabo postando no Instagram ou no Facebook pessoal e eu me esqueço de trazer pra cá. Quem ainda não me segue e estiver interessado, minha @ é esta aqui.


Se vocês quiserem ver alguma receita aqui, deixem as sugestões nos comentários daqui do blog ou lá da página do Facebook.

Com essa R.A., provavelmente estarei mais assídua aqui.

Beijos!




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Hirsutismo e acompanhamento.

De novembro pra cá tenho feito as sessões de laser em outra clínica (a ponteira da anterior quebrou e dois meses depois ainda não tinha voltado). O laser é o mesmo (Soprano), mas a aplicação é diferente: por varredura. E isso fez uma diferença incrível para suportar o incômodo. Hoje foi a minha quarta sessão nessa nova clínica, e me explicaram que as aplicações foram iniciadas com a varredura em uma área maior e intensidade 9, e foi intensificando aos poucos. Hoje foi feita na metade da área anterior e com intensidade de 12 joules. Foi bem mais incômodo, mas nada comparado a quando eu fazia com o Light Sheer, do qual eu saía literalmente com lágrimas nos olhos.
Com o Light a diferença veio mais rápido, é verdade, mas eu tenho preferido algo mais gradativo porém que eu consiga aguentar, pra não acabar desistindo. Apesar disso, a depilação já passou de 2 vezes ao dia para apenas 1, e os pelos estão bem mais falhos.
Mesmo sendo uma facada no ego, decidi fotografar meu rosto essa manhã com…

Hirsutismo.

Um dos motivos que mais pesaram para que eu voltasse a escrever é meu hirsutismo. Que bicho é esse?

"Define-se o hirsutismo (também chamado de frazonismo) como a presença de pelos terminais na mulher, em regiões anatômicas consideradas características do sexo masculino. (...) Esta condição resulta da ação de hormônios andrógenos circulantes na corrente sanguínea, levando a estimulação da unidade folículo-sebácea fazendo com que os pelos cresçam pigmentados, bem como aumento da produção de ácidos graxos saturados (sebo) e aumento do conteúdo de colágeno da pele, facilitando a proliferação de microorganismos cutâneos." Tem mais aqui.

Resumindo a missa: eu tenho pelos pelo corpo (desculpa, não consegui pensar numa forma melhor de escrever) como se fosse um homem. Sem exageros, ouso dizer que tenho mais barba que meu namorado (sim, estou namorando há quase 10 meses, mas este é outro assunto). Agora imaginem vocês o estupro no ego que é para uma mulher ter que se barbear todos os d…

Controle hormonal, laser e controle dos pelos

Oi, gente! Tudo bem?
Recebi algumas perguntas sobre os tratamentos que já fiz numa publicação de 2014 e decidi fazer um vídeo sobre as minhas experiências e impressões sobre cada tipo que já fiz.



Espero ter esclarecido algumas dúvidas.  Se vocês tiverem perguntas, comentem aqui embaixo ou lá no canal que em breve eu responderei. Sugiram, perguntem, critiquem - mas com carinho, tá?
Beijos!