Pular para o conteúdo principal

Receita: Bolinho de queijo de ricota com orégano

TPM é um problema pra qualquer dieta e educação saudável. A minha hoje gritou por pão de queijo, então procurei no Instagram por receitas que fossem mais saudáveis. Para que ficasse com o formato típico de bolinhas, todas as que eu encontrei envolviam batata doce ou inhame na massa. Recorri às receitas da Bela Gil, do Programa Bela Cozinha - GNT. Como eu não tinha a peça de parmesão pra ralar e nem queijo minas curado, fiz minha adaptação da receita e ficou uma delícia. 


Ficou assim:




Ingredientes:



1 xícara de polvilho azedo
½ copo de queijo parmesão ralado (usei o industrializado)
2/3 de copo de ricota 
1 ovo caipira
3 colheres de sopa de água
3 colheres de sopa de azeite
1/2 colher de café de sal
1 colher de café de orégano


Modo de preparo:


Misturei o polvilho e os queijos no processador. Em seguida o ovo e bati mais um pouco. Depois a água, o azeite, o sal e o orégano.

O processador faz aquele trabalho agradabilíssimo de misturar tudo sem ficar com as unhas cheias de massa.
Untei uma forma com um fiozinho de azeite, fiz as bolinhas e coloquei pra assar por 16 minutos. O meu forno é meio desregulado, assa tudo muito rápido, e o tempo pode variar. Estará pronto quando virar o pão de queijo e ele estiver com o fundinho dourado.

Obs.: Deixei o forno pré-aquecendo a 200°C enquanto enrolava as bolinhas.

Não gastei nem 30 minutos fazendo tudo, é super fácil. A minha receita deu 20 unidades pequenas.
Quem não quiser fazer tantas, creio que dá pra congelar a massa (já moldada) e evitar desperdícios.


P.S.: é um pouco mais saudável por usar azeite e ricota, mas sem abusos, principalmente se você fez redução de estômago também e sofre de dumpings. O polvilho pode causar aquela hipoglicemia depois. 



A receita original está aqui.


Quem testar a receita me diz o que achou!

E pra quem quiser receber as atualizações das receitas nos feeds do Facebook é só curtir a minha página Pra Ficar Gostosa.

Beijos e bom apetite!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Hirsutismo e acompanhamento.

De novembro pra cá tenho feito as sessões de laser em outra clínica (a ponteira da anterior quebrou e dois meses depois ainda não tinha voltado). O laser é o mesmo (Soprano), mas a aplicação é diferente: por varredura. E isso fez uma diferença incrível para suportar o incômodo. Hoje foi a minha quarta sessão nessa nova clínica, e me explicaram que as aplicações foram iniciadas com a varredura em uma área maior e intensidade 9, e foi intensificando aos poucos. Hoje foi feita na metade da área anterior e com intensidade de 12 joules. Foi bem mais incômodo, mas nada comparado a quando eu fazia com o Light Sheer, do qual eu saía literalmente com lágrimas nos olhos.
Com o Light a diferença veio mais rápido, é verdade, mas eu tenho preferido algo mais gradativo porém que eu consiga aguentar, pra não acabar desistindo. Apesar disso, a depilação já passou de 2 vezes ao dia para apenas 1, e os pelos estão bem mais falhos.
Mesmo sendo uma facada no ego, decidi fotografar meu rosto essa manhã com…

Hirsutismo.

Um dos motivos que mais pesaram para que eu voltasse a escrever é meu hirsutismo. Que bicho é esse?

"Define-se o hirsutismo (também chamado de frazonismo) como a presença de pelos terminais na mulher, em regiões anatômicas consideradas características do sexo masculino. (...) Esta condição resulta da ação de hormônios andrógenos circulantes na corrente sanguínea, levando a estimulação da unidade folículo-sebácea fazendo com que os pelos cresçam pigmentados, bem como aumento da produção de ácidos graxos saturados (sebo) e aumento do conteúdo de colágeno da pele, facilitando a proliferação de microorganismos cutâneos." Tem mais aqui.

Resumindo a missa: eu tenho pelos pelo corpo (desculpa, não consegui pensar numa forma melhor de escrever) como se fosse um homem. Sem exageros, ouso dizer que tenho mais barba que meu namorado (sim, estou namorando há quase 10 meses, mas este é outro assunto). Agora imaginem vocês o estupro no ego que é para uma mulher ter que se barbear todos os d…

Controle hormonal, laser e controle dos pelos

Oi, gente! Tudo bem?
Recebi algumas perguntas sobre os tratamentos que já fiz numa publicação de 2014 e decidi fazer um vídeo sobre as minhas experiências e impressões sobre cada tipo que já fiz.



Espero ter esclarecido algumas dúvidas.  Se vocês tiverem perguntas, comentem aqui embaixo ou lá no canal que em breve eu responderei. Sugiram, perguntem, critiquem - mas com carinho, tá?
Beijos!