Pular para o conteúdo principal

Receitas gostosas para ficar gostosa: Cuca integral de banana

Há uma semana voltei pra reeducação alimentar, com direito a aplicativo pra registro de alimentos e contagem de caloria, e no final de semana bateu aquela compulsão por bolo de chocolate com tudo de chocolate dentro e fora e ainda um granulado pra enfeitar. Mas o anjinho da saúde fez um acordo com o diabinho da gordice na minha cabeça e resolvi fazer um meio termo: bolo integral de banana. Não é muito light, porque leva açúcar, mas é uma versão mais saudável e nutritiva que o bolo comum. Se é pra engordar, que pelo menos seja algo com um valor nutricional maior, né?

Então eu adaptei uma receita de bolo simples e fui testando. Ficou assim:


Massa:
- 1 xícara de açúcar mascavo
- 1 xícara de açúcar demerara
- 1 xícara de adoçante culinário (tentei reduzir um pouco das calorias sem interferir muito na textura da massa)
- 200g de manteiga
- 5 ovos
- 2,5 xícaras de farinha de trigo integral
-²/³ de xícara de farinha de trigo branca
- aproximadamente 1,5 copo de leite desnatado
- 1 colher de sopa de fermento
- 15 castanhas-do-pará trituradas
- 3 bananas prata
- 12 cravos da índia
- ¹/ ² colher de canela em pó

Cobertura:
- 1 colher de manteiga
- ¹/² xícara de açúcar mascavo
- 5 bananas prata

Preparo:

Primeiro misture os 2 tipos de açúcar e o adoçante com a manteiga (prefiro a manteiga por ser um pouco mais saudável que a margarina). Depois acrescente os ovos, misturando um a um, e em seguida - aos poucos - a farinha de trigo e o fermento. Não uso toda a farinha de trigo integral porque o bolo acaba ficando muito pesado, a farinha branca é só pra ajudar a deixar mais leve. Depois coloquei cerca de 1 copo e meio de leite desnatado, que eu deixei por cerca de meia hora com os cravinhos dentro, só pra pegar o gosto e depois coei e joguei fora. A quantidade de leite pode variar de uma receita pra outra. O importante é que a massa fique maleável, mas não muito líquida.
Depois da massa pronta, amasse as 3 bananas com um garfo e misture com a massa. E, por último, as castanhas trituradas e a canela. Quem não tiver um processador pode quebrar no pilão, mesmo.
Unte a forma com margarina e farinha integral e coloque a massa.

Ligue o forno pra pré-aquecer a uns 200°.

Corte as 5 bananas na horizontal. Se elas forem mais gordinhas, pode dividir em 3 pedaços, na horizontal também. Coloque sobre a massa.
Misture com a mão a manteiga e o açúcar mascavo, fazendo uma espécie de farofa, e coloque por cima das bananas.
Aqui, um cuidado: não deixe essa farofa encostar nas laterais da forma porque queima muito rápido e o gosto não fica nada agradável.

Leve ao forno já pré-aquecido com um papel alumínio tampando o bolo por cerca de 40 minutos. Isso vai ajudar a assar a massa sem queimar a cobertura. Após esse tempo, retire o papel alumínio e deixe por mais uns 15 minutos. Isso vai variar de um forno pra outro, o importante dessa parte é espetar a massa com uma faca/palito/garfo e sair limpo.


Não faço ideia de quantas calorias tem cada fatia, mas ficou muito gostoso e enche super rápido. Quem não gosta de bolo muito doce pode diminuir em ¹/² xícara o açúcar mascavo da massa.


Quem testar me diz o que achou. ;)

E bom apetite!


Comentários

  1. Olá, estava procurando blogs de pessoas que fizeram a cirurgia bariátrica para ter mais informações pois tb desejo fazer e encontrei o seu, tb sou de Teresina e gostaria de saber quem foi o cirurgião que realizou sua cirurgia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fiz com o dr. Gustavo Santos. A equipe cirúrgica que me acompanhou foi esta:
      http://maystephane.blogspot.com.br/p/equipe-cirurgica.html
      Minha irmã também fará, está pegando os pareceres agora pra poder marcar a cirurgia.
      Você já pesquisou sobre os médicos, as técnicas...? Qualquer dúvida, fique à vontade. :)

      Excluir

Postar um comentário

Atenção!

1. Seu comentário só será publicado mediante aprovação;
2. Mensagens de spam não serão aceitas;
3. Coloque o link do seu blog (caso tenha) no local adequado (use OpenID);
4. Mensagens ofensivas não serão aceitas;
5. Os comentários dos leitores não expressam a opinião da autora.

Obrigada pela visita!

Postagens mais visitadas deste blog

Hirsutismo e acompanhamento.

De novembro pra cá tenho feito as sessões de laser em outra clínica (a ponteira da anterior quebrou e dois meses depois ainda não tinha voltado). O laser é o mesmo (Soprano), mas a aplicação é diferente: por varredura. E isso fez uma diferença incrível para suportar o incômodo. Hoje foi a minha quarta sessão nessa nova clínica, e me explicaram que as aplicações foram iniciadas com a varredura em uma área maior e intensidade 9, e foi intensificando aos poucos. Hoje foi feita na metade da área anterior e com intensidade de 12 joules. Foi bem mais incômodo, mas nada comparado a quando eu fazia com o Light Sheer, do qual eu saía literalmente com lágrimas nos olhos.
Com o Light a diferença veio mais rápido, é verdade, mas eu tenho preferido algo mais gradativo porém que eu consiga aguentar, pra não acabar desistindo. Apesar disso, a depilação já passou de 2 vezes ao dia para apenas 1, e os pelos estão bem mais falhos.
Mesmo sendo uma facada no ego, decidi fotografar meu rosto essa manhã com…

Hirsutismo.

Um dos motivos que mais pesaram para que eu voltasse a escrever é meu hirsutismo. Que bicho é esse?

"Define-se o hirsutismo (também chamado de frazonismo) como a presença de pelos terminais na mulher, em regiões anatômicas consideradas características do sexo masculino. (...) Esta condição resulta da ação de hormônios andrógenos circulantes na corrente sanguínea, levando a estimulação da unidade folículo-sebácea fazendo com que os pelos cresçam pigmentados, bem como aumento da produção de ácidos graxos saturados (sebo) e aumento do conteúdo de colágeno da pele, facilitando a proliferação de microorganismos cutâneos." Tem mais aqui.

Resumindo a missa: eu tenho pelos pelo corpo (desculpa, não consegui pensar numa forma melhor de escrever) como se fosse um homem. Sem exageros, ouso dizer que tenho mais barba que meu namorado (sim, estou namorando há quase 10 meses, mas este é outro assunto). Agora imaginem vocês o estupro no ego que é para uma mulher ter que se barbear todos os d…

Controle hormonal, laser e controle dos pelos

Oi, gente! Tudo bem?
Recebi algumas perguntas sobre os tratamentos que já fiz numa publicação de 2014 e decidi fazer um vídeo sobre as minhas experiências e impressões sobre cada tipo que já fiz.



Espero ter esclarecido algumas dúvidas.  Se vocês tiverem perguntas, comentem aqui embaixo ou lá no canal que em breve eu responderei. Sugiram, perguntem, critiquem - mas com carinho, tá?
Beijos!